Contexto atual de nossos jovens!

Os jovens de hoje nasceram num mundo totalmente diferente dos adultos que os conduzem.

As pessoas que nasceram na metade do século XX ou um pouco mais, viram o mundo mudar rapidamente e não são capazes de entender a extensão dessa mudança.

Nossos jovens nasceram com essa mudança tecnológica e com uma nova proposta e visão de vida.
Acreditam que devem e podem interagir sempre, pois é isso que a tecnologia tem trazido.
A possibilidade de participar, mudar, se colocar, e opinar é criativa e instigante.

Hoje o acesso a qualquer pessoa , independente de cargo ou posição social é amplo. Hoje eles podem conhecer e falar com seus ídolos.

O adulto fica fora de todas essas possiblidades, não quer e não consegue entender o quanto isso é rico e dinâmico.

Podemos observar  que esses jovens estão aí com a consciência de que o mundo mudou.

São alegres, positivos, sensíveis, e sabem que o mundo que está aí não servirá mais para a criação de um novo futuro.
Têm um temperamento guerreiro e sabem que sua função é provocar a mudança dos velhos sistemas inadequados que aí estão.

Sua consciência de unidade e de grupo é muito forte, sentem-se ligadas a todos. ( por isso gostam tanto de interagir na internet)
Tem um profundo senso de valores pessoais e enxergam, sem que nada seja dito, a real intenção  e os valores de cada pessoa que lida com eles. Não suportam mais pessoas que tenham pensamentos retrógrados, engessados ou excessivamente críticos.
Quando isso ocorre explodem. Ficam incontroláveis.
Não entendem o que os adultos estão querendo. Sentem-se mal, entediados, desestimulados, com baixa autoestima.

A maior parte deles é erroneamente  diagnosticadas como tendo Transtorno do Déficit de Atenção com HiperAtividade (TDAH) ou Transtorno do Déficit de Atenção (TDA).

Questionamentos concernentes:

– De que forma os pais e professores podem interagir com os jovens pelos meios que ela admira ?  Como  podem se tornar também um ídolo para eles?

– Como podemos preparar esses jovens para cultivar fraternidade, amor, consciência coletiva, solução de problemas através do diálogo, de uma forma natural, leve?

– Quais serão as atitudes que devemos adotar entre nós que servirão de exemplo para eles?

– Ao invés de punição pelos erros, como podemos usar essas situações para servir de base para a melhora da auto-estima, o acolhimento, o diálogo aberto e o verdadeiro aprendizado?

Deixo aqui esses questionamentos. Participem!!!!

Postagem e texto de Andréa B. Bertoncel

 

Anúncios

Sobre Andrea B Bertoncel

Eu auxilio pessoas que estão infelizes com sua atividade profissional a encontrar seus talentos através do processo de coaching e a construir uma nova vida com mais realização e equilíbrio. A se tornar quem querem ser. Também realizo pesquisas sobre como pensamentos criam a realidade. saiba mais em http://andreabertoncel.com/quemsou/

Publicado em junho 28, 2012, em Artigos, Sobre o ensino. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: